domingo, 16 de abril de 2017

S.H. Figuarts Eas

Saudações.

Desta vez vou falar da versão S.H. Figuarts da antagonista Eas, do desenho animado Fresh Precure!, feita pela Bandai.


1. Informações
2. Modelagem
3. Articulações
4. Acessórios
5. Ação



1. Informações


Eas era um dos Generais do mundo paralelo chamado Labyrinth, dominado pelo tirano Moebius, que controla totalmente sua população, desde seu nascimento até seu casamento e mesmo o seu tempo de vida. O povo, incluindo Eas, é totalmente fiel e serviente a Moebius e se tornar um de seus Generais é uma grande honra. Por isso, Eas devota toda sua vida ao tirano... sem saber que ele a vê apenas como uma peça descartável em seu esquema de dominação multiversal.


Ela é enviada ao mundo dos humanos para coletar suas Energias de Infelicidade e com isso fazer surgir um artefato chamado de "A Memória Infinita", que dará a Moebius os poderes para cumprir seu intento. Ela começa o ataque, mas é impedida por Love Momozono, que havia se tornado a Cure Peach. Eas assume a identidade de Setsuna Higashi e se aproxima de Love e suas amigas para lhes roubar os itens de transformação, mas com o tempo, tem contato com as coisas do mundo dos humanos e descobre uma felicidade diferente da subserviência a Moebius: a liberdade para decidir seu próprio destino. E após ver o que significa causar a infelicidade de outros, ela tenta se redimir de seus erros. Não é exagero dizer que Fresh Precure! é a história da redenção de Eas/Setsuna.

Mais detalhes sobre a história de Eas podem ser vistas nesta matéria do Anexo que fiz sobre a versão em quadrinhos do desenho: Precure Collection Fresh Precure!.

O conteúdo da caixa. Por ser um modelo antigo, vem com pouquíssima coisa. Mas pelo menos inclui alguns acessórios para representar as cenas mais memoráveis.


2. Modelagem


Visão de corpo inteiro. Apesar de ser um modelo mais antigo, a representação ficou muito boa. O desenhista Hisashi Kagawa conta que para fazer o design, o produtor Atsutoshi Umezawa pediu que fosse feito algo parecido com as Dark Precure que aparecem no especial de cinema de Yes! Precure 5.

Close do rosto. Ficou realmente bem parecido com a personagem original. A expressão é neutra, fazendo parecer uma personagem fria. No começo até era assim, mas...

A outra expressão é usada para lutas. Essa também ficou bem feita. No meu exemplar, o cabelo tem várias falhas na pintura.

A roupa é típica de uma oficial-vilã, em azul escuro, próximo do preto. A camada brilhante dá um aspecto chique ao traje, parecendo enamel.

O desenhista Hisashi Kagawa conta em uma entrevista que não sabia que as Precure não tinham seios definidos e acabou desenhando assim. Esse aspecto foi representado na figura.

Os braços possuem cintas e acessórios que parecem mostrar que todos em Labyrinth vivem atados.

As pulseiras são peças separadas do pulso. É necessário colocá-las para completar o modelo.

A enorme saia com o formato de cauda de andorinha é bem marcante, com uma generosa camada brilhante.

Eas usa shorts ao invés de uma saia. É bem representado, com uma divisória no meio.

As botas têm esses adornos em forma de borboletas. No modelo eles são feitos de material maleável. É só que não foi colocada camada brilhante na parte da bota que cobre as coxas.

O resto da bota tem a camada, terminando em um salto alto com os característicos adornos em forma de losângo.


3. Articulações


A parte de dentro do pescoço teria uma conexão esférica que poderia dar boa liberdade de movimentos.

Mas na prática, o modelo só consegue girar o pescoço para os lados devido à interferência do cabelo com a gola. Mesmo assim é possível inclinar um pouco para o lado.

O ombro é extremamente limitado. Nessa época a preocupação era maior com a silhueta do que com a funcionalidade. Tirando-se essa parte de cima do antebraço seria possível abrir mais os braços.

O braço por ser girado na ligação da articulação do cotovelo com o antebraço.

Fechamento máximo do cotovelo. Não é muita coisa.

O tronco é um tanto limitado. Existem articulações no peito e na cintura, mas não dão muita mobilidade.

A saia é composta de duas peças em material maleável. Isso seria para não restringir os movimentos das pernas, mas...

... a abertura para os lados não é muito boa. Nessa época não eram usadas as articulações extensíveis nessa parte.

As coxas podem ser giradas na ligação com a articulação.

Sistema de articulação das pernas. Os joelhos se fecham bem, mas não é possível fazer a personagem se agachar devido à saia.

O tornozelo tem uma articulação multidirecional. O modelo tem cabelo curto e por isso não é muito difícil deixá-lo de pé sem suportes.


4. Acessórios


Só estão incluídos dois pares de mãos: um fechado e outro aberto.

Existe mais esta mão com um efeito de quando Eas invoca um Nakisakebe. Mas só está incluída a direita. Em tempo, Nakisakebe viria das palavras "Naki" (choro) e "Sakebe" (grite). Daí a estampa ter o formato de um olho com uma lágrima.

O artefato que Eas usa para transformar objetos em monstros Nakisakebe. É uma pela plana, sem detalhes, como os olhos que deveriam estar aí. A cor é diferente do desenho. E não está incluída nenhuma mão para segurar o objeto.

Peça de efeito que representa os espinhos que surgem quando Eas invoca um Nakisakebe.

Os espinhos se envolvem ao redor do corpo de Eas a partir do braço, causando enorme dor e sofrimento nela própria, que alimenta o monstro tornando-o mais forte.

Os espinhos na verdade pegam todo o corpo, mas só está incluída uma peça para colocar no braço.


5. Ação




- Switch Over!
Ao menos a princípio, Eas tem uma pose de transformação.

No começo ela é uma típica chefe-vilã. E é a primeira a comandar uma operação no mundo dos humanos.

Ela ordena que um monstro Nakewameke ataque um show musical, mas nessa hora...

- Quem é você?

- Precure Legend. Cure Peach! A Guerreira Lendária!

Peach derrota o monstro. Nisso...
- Hunf. Pelo visto vamos nos ver mais vezes.
E de fato será assim...

Eas tem vários embates com as Fresh Precure, mas sempre falha. Nisso, ela consegue de Moebius um artefato que permite criar monstros mais poderosos, os Nakisakebe.


Mas eles se alimentam do sofrimento de Eas e isso vai consumindo suas forças. Moebius sabia disso e não se importa em sacrificar Eas para atingir seus objetivos.

- Me larga! O que você quer?!
- Não vou soltar não!


- Eu tô muito brava! Não posso te perdoar! Estragou o concerto e pôs medo em todo mundo! Mas não posso te deixar assim!

- Porque você está chorando!


Peach abraça Eas para livrá-la de seu sofrimento. Eas a princípio resiste, mas no final mostra uma expressão de tranquilidade.

Setsuna revela sua verdadeira identidade para Love, que fica deprimida com isso pois acreditava que ela era uma amiga.

Graças a Miki, Love se recompõe e vai procurar Setsuna para um confronto decisivo.

- Eu ia mesmo te procurar. Com isso me poupou o trabalho.

- Pelo visto a gente pensa igual. Eu também vim te ver.

- Hoje eu vou acertar as contas com você.
- É. Vamos acabar logo com isso. Ou melhor. Tenho que dar um ponto final!

- Eu sou aquela que você pensava que era uma amiga. Como você é tola.

- Para mim você ainda é minha amiga. E vim para ajudar essa amiga a sair de Labyrinth.


- Para isso, vou dar a minha vida!

- É isso o que me irrita em você!



- HAAAAA!!!


- HAAA!!!



- SETSUNA!!!


- HAAAA!!!








- Love!
- Nós também vamos te ajudar!
- Esperem! Deixem que eu cuido disso! Por favor! Não façam nada!



Súbito, começa a chover.




- HAAA!!!


- HAAA!!!


- Não era para ser assim... NÃO ERA PARA SER ASSIM!!!
Eas parece desesperada com alguma coisa.



- HAAAAA!!!
- HAAAAA!!!


- HAAH!!!


- HAAH!!!


A luta das duas é violenta. Mas dentro disso...


- Love... está chorando!
- A Peach não tá lutando para derrotar a Eas.

- Acho que é o contrário. Love está lutando para trazer Setsuna de volta.
- Love...


- Quando estou com você, eu me sinto estranha!




- Quando estou com você, eu estou deixando de ser o que eu sou!
- Setsuna!



- HAAA!!!
- HN!!!

- Quando nos vimos pela primeira vez, eu dei uma previsão falsa dizendo que a felicidade viria e você acreditou sem duvidar...

- Ficava alegre com pequenas coisas dizendo que tinha conseguido a felicidade...

- E mesmo quando te enganei, você caiu sem suspeitar de nada!

- Você está sempre sorrindo como se fosse uma boba. Ao olhar para você assim...


- AO VER VOCÊ ASSIM...


- HAAAAAA!!!

- ... EU SENTI INVEJA DE VOCÊ!!!


- HAAAAAAAA!!!






- ... Eu senti inveja de você...

- É? Que bom... Você não é a Eas. É a Setsuna.
Ao lutar com todas as forças, Eas descobriu seus verdadeiros sentimentos. Porque Love se fez de má para salvar sua amiga e conseguiu.


A chuva pára. Setsuna encontra um trevo de quatro folhas, o símbolo da Felicidade. Love tenta dá-lo a ela, mas...


... Eas foi traída. Moebius encurtou seu tempo de vida e a hora de sua morte chegou. Eas foi abandonada por seu criador.


Mas nessa hora, a Fadinha-Chave Akarun finalmente consegue chegar perto de Setsuna e fazer com que ela se torne uma Precure.


Cure Passion. Mas esse nome na verdade vem de Passion Fruit, o nosso maracujá, que tem esse nome em inglês em referência à Paixão de Cristo. Isso significa que ela irá passar por muitas provações até se redimir de seus erros. Aqui começa sua via crucis em busca da salvação.


O que ela fez como Eas não irá desaparecer. E Setsuna terá de confrontar aqueles que um dia ela prejudicou.


Mas ela terá a ajuda de suas amigas, que nunca a abandonarão, mesmo que ela tente se sacrificar levando toda a infelicidade do mundo junto consigo.


Fresh Precure! se passa em um multiverso, com vários mundos paralelos. É contado que existem correlativos extradimensionais, versões de uma mesma pessoa habitando esses mundos. Será que a razão pela qual Love e Setsuna se dão bem é...?


Comparação com a Cure Passion. O esquema de cores é invertido (preto/azul escuro↔vermelho). Hisashi Kagawa pensou primeiro no design da Eas para então criar o da Passion, que seria uma contraparte da Peach.


Por alguma razão as técnicas de modelagem decaíram e Passion não se parece com a original. Mal dá para dizer que elas são a mesma pessoa.


O design da luva é parecido nas duas. É só que a Passion tem menos adereços, como se mostrasse que ela se libertou do jugo de Labyrinth.


Todas as instâncias da personagem que tenho comigo.


Eas/Cure Passion/Setsuna Higashi: Morte, Ressurreição e Salvação.


Pelo que pude ver, Eas tem várias referências à Páscoa, a começar pelo nome. Por estas e outras razões, desejo uma Feliz Páscoa a todos, com muito Amor e Paz!

E esta foi a apresentação da versão S.H. Figuarts da Eas, feita pela Bandai. Por ser antigo, o modelo é bem limitado e tem várias falhas no projeto, com articulações extremamente limitadas. Por outro lado, a modelagem é muito boa e o rosto é bem feito. Dá para notar que a Bandai nessa época dava mais ênfase à aparência do que à funcionalidade em suas figuras femininas. Mas as técnicas avançaram e agora os modelos são bem melhores. Curiosamente, Eas foi disponibilizada para venda aberta e ainda foi o primeiro modelo da linha a representar as personagens de Fresh Precure!, talvez devido à popularidade da personagem. A qualidade foi boa para a época, mas acabou decaindo nos modelos subsequentes. Assim como as outras Fresh, só posso recomendar por falta de opções. Mesmo assim é a melhor delas.








- E então, Kyubey? Está se redimindo de seus erros?
- Sim. Mas é bem difícil. Será que eu consigo?
- Não me esqueci do que você fez com a Sayaka, que é como se fosse minha irmã mais nova. Mas se você está realmente arrependido, sempre há a chance de recomeçar. Dê tudo de si.

3 comentários:

  1. Show de review!

    Essa personagem é bem interessante, parece ter uma ótima história de vilã que consegue se regenerar depois. A cena da última batalha com a Peach parece bem emocionante.
    E o visual da Eas é show, tem umas fanarts lindas dela! Me chamou a atenção que o visual dela como Setsuna e Eas é bem parecido, o penteado é o mesmo. As outras garotas que vi são bem diferentes em suas versões normais e mágicas.

    É uma pena que ela saiu quando a Bandai não se importava tanto com a engenharia das figuras, seria legal ver ela com mais liberdade de movimentos. Mas é uma boa figura do mesmo jeito, pois ela cumpre as funções básicas, e o visual é fiel ao ótimo visual da personagem. Aproveitei para conferir o review da Passion (e da Eas chibi-arts também XD) e realmente os rostos da Eas são melhore, mais bonitos e mais expressivos.
    Dá vontade de ter todas essas versões aí hehehe! Tive a Eas da Alpha X Omega (nem me lembro se na época postei ela no Fórum LE) que comprei por impulso no lançamento por ter curtido muito o visual dela. É uma bela figura também, só acabei vendendo rápido porque não conhecia a personagem. Agora sinto certa falta dela...

    Nunca pensei que eu viveria para ver o Kyubey tentando se redimir de seus erros! Vai precisar de uma infinidade de boas ações para compensar todo o estrago.

    ResponderExcluir
  2. E Feliz Páscoa! Com muitos chocolates hehehe!
    Acho que eu nunca teria percebido esse trocadilho da EASter. Faz sentido!

    ResponderExcluir
  3. Obrigado, Ronin!

    Essa luta é uma das mais intensas da história de Precure. E o interessante é que nela não foram usados raios ou golpes especiais, sendo que as duas lutaram usando apenas seus próprios corpos com socos, chutes e cotoveladas. Os únicos poderes usados foram acelerações e super pulos. E ainda conseguiram dar um sentido para esse duelo. Não era uma questão de quem era mais forte. Love fez isso para salvar Setsuna. Mas é na versão em quadrinhos que a via crucis da Setsuna é retratada melhor.

    Puxa! Você chegou a ter a Alpha X Omega?! Essa custou uma fortuna por um tempo! Mas agora deve dar para conseguir por um preço razoável caso veja o desenho e goste dela. Ou pegar a World Uniform Operation.

    Essa de Easter veio como um lampejo. Estava lá fazendo outras fotos quando me bateu essa ideia. Daí acabei fazendo essa da Eas de última hora. Agora pensando bem, acho que foi devido à matéria do Adelmo que isso me veio à cabeça, já que antigamente tinha feito uma tremenda dissertação sobre as referências da Paixão na Eas/Passion/Setsuna. Aproveitei e fiz esse cartão de Páscoa. E esses todos chocolates que usei para decoração devem dar por um mês...

    Ao passar a ter sentimentos o Kyubey finalmente percebeu os erros de suas ações. O chato é que algumas vezes ele fica tão deprimido que tenta se matar. Mas ninguém vai deixar porque quer que ele sofra bastante até pagar por tudo o que fez. Esse castigo é pior que qualquer coisa.

    ResponderExcluir