domingo, 25 de junho de 2017

World Uniform Operation Nagisa Misumi & Honoka Yukishiro

Saudações.

Desta vez vou falar das versões World Uniform Operation das heroínas Nagisa Misumi e Honoka Yukishiro, do desenho animado Futari wa Precure, feitas pela Mega House.


1. Informações
3. Galeria

Obs.: figuras vendidas separadamente.


1. Informações


As personagens de Futari wa Precure e sua sequência, Max Heart, foram desenhadas por Akira Inagami, que trabalha na Toei Animation desde 1986. Inagami gostava de desenhar desde a infância e fazia isso sempre que tinha um pedaço de papel e um giz de cera à mão. Ele também era fascinado por desenhos animados e viu vários títulos da Toei, como A Grande Aventura de Horus, o Príncipe do Sol, e presenciou o primeiro Anime Boom com Space Cruiser Yamato (conhecido aqui como Patrulha Estelar).

Inagami começou na Toei na época em que a empresa fazia animações para empresas americanas e seu primeiro trabalho foi em Muppet Babies, como um dos vários animadores anônimos que apareciam nos créditos simplesmente como "TOEI ANIMATION". Ele foi avançando em sua carreira e conseguiu trabalhar com quadros-chaves no primeiro longa metragem de Saint Seiya, na cena em que o castelo da Deusa Eris desaba. Mas havia um limite no número de pessoas que podia ser mostrado nos créditos e Inagami mais uma vez ficou anônimo.

Ele só conseguiu colocar seu nome nos créditos em DRAGON QUEST - Dai no Daibouken (As Aventuras de Fly, no Brasil) e depois passou a trabalhar em Dragon Ball Z a partir do especial de cinema Uma Vingança para Freeza e na série de TV começando no arco dos Andróides.

Seu primeiro trabalho como desenhista de personagens foi em 峠についた赤い郵便受け (Touge ni tsuita Akai Yuubin Uke, algo como "A Caixa de Correio Vermelha da Serra"), um episódio de uma série animada de contos infantis para vídeo, junto com o genial diretor Junichi Sato, de Sailor Moon e que foi o descobridor de seu talento, assim como foi com Yoshihiko Umakoshi.


Inagami continuou trabalhando em Dragon Ball Z como um dos animadores principais e se tornou diretor de animação em GT. Nisso, Inagami conta que recebeu muitas influências do traço de Akira Toriyama em seu estilo de desenho. Mas isso se tornaria um problema quando foi chamado por Junichi Sato para fazer o desenho de personagens do curta de animação Osawaga! Super Baby. Sato o havia chamado por ter gostado de seu trabalho em "A Caixa de Correio", com personagens desenhados com traços suaves, simples mas de forma equilibrada. E para isso, era necessário se libertar do estilo de Dragon Ball.

Depois de várias tentativas, Inagami conseguiu fazer o desenho dos personagens, que ele conta ser o seu verdadeiro estilo, que Sato percebeu quando trabalhou pela primeira vez com o desenhista. O mesmo aconteceu quando Inagami fez o desenho de personagens de Okey-Dokey Crayon Kingdom, chamado por Sato. O desenhista estava ocupado com Dragon Ball GT, mas Sato o queria de qualquer jeito e fez de tudo para tê-lo em sua equipe... e conseguiu.


Inagami prosseguiu com seu trabalho como diretor de animação, desta vez em desenhos para meninas como Ojamajo Doremi e Nadja. Todas essas experiências foram úteis quando ele participou de uma competição interna para decidir quem iria desenhar Futari wa Precure, o mais novo projeto da Toei, por Takashi Washio e dirigido por Daisuke Nishio, com quem Inagami já havia trabalhado em Dragon Ball Z.

De "A Caixa de Correio", Super Baby e Crayon Kingdom, Inagami conseguiu o know-how para fazer os Mascotes, de formas mais arredondadas, "fofinhas". De Doremi ele aprendeu a fazer expressões cômicas e com Nadja as técnicas para desenhar as personagens em proporções naturais. De Dragon Ball Z e GT vieram os meios para as cenas de luta (e dá para notar influências em alguns chefes inimigos). Quanto aos monstros, Inagami conta que recebeu influências dos inimigos das séries Kamen Rider clássicas.

Mesmo depois de Futari wa Precure Splash Star, quando ele fez o desenho de personagens, Inagami continuou a trabalhar na franquia Precure como diretor de animação em capítulos de quase todas as séries, inclusive a atual, KiraKira Precure A La Mode.


Acabei falando mais do desenhista pois uma das políticas deste blog (desde quando?) é dar espaço a quem trabalha nos bastidores. Informações sobre o desenho, as personagens e as dubladoras podem ser encontradas em matérias anteriores:

S.H. Figuarts Cure Black & Cure White (1ª Temporada)
プリキュアコレクション ふたりはプリキュア&ふたりはプリキュア Max Heart - Precure Collection Futari wa Precure & Futari wa Precure Max Heart

O conteúdo das caixas (com exceção dos suportes de acrílico). Só vem as figuras e as bases, sem peças extras.



2. Modelagem


Vamos começar pela Nagisa. Ela é representada como se estivesse mesmo posando para uma foto, com os dois dedos em "V". A pose é ativa, representando bem a personagem. Ao menos como ela se mostra normalmente.
Nos conceitos preliminares, o nome da personagem seria "Kuni", mas foi mudado para "Nagisa".

Honoka, por sua vez, tem uma pose mais tranquila, mas ainda assim transmitindo entusiasmo. Representa bem Honoka, que é mais refinada, mas sem ser desagradável.

O rosto de Nagisa é bem feito, sem distorções de acordo com o ângulo. A tampografia dos olhos é fiel ao desenho original, inclusive com os brilhos semi-ovais dos cantos, conforme os materiais de referência usados para as animações.

Honoka também tem um sorriso aberto, mas com um formato diferente da Nagisa, mais estreito dos lados. As sobrancelhas grossas foram bem reproduzidas, assim como o formato dos olhos, mais arredondados.

O cabelo de Nagisa é bem detalhado, modelado com esmero e até tem gradação com sombras. A linha divisória da franja é discreta, escondida na escultura.

O enfeite de cabelo de Honoka tem pintura metálica muito bonita e precisa, até com uma transição do rosa para o dourado.

Por ser comprido, o cabelo de Honoka tem mais detalhes.
Inagami conta que teve dificuldade em escolher um penteado para Honoka. Nos conceitos preliminares, ela tinha dois rabos de cavalo nos lados da cabeça.

A escultura é excepcional, com os fios indo em direção ao prendedor da parte de trás.

As pontas também tem uma modelagem caprichada, definida.

As mechas dos cabelos dos lados são feitas de material maleável.

Cada uma tem um jeito diferente de vestir o uniforme e esse aspecto foi representado nas figuras. Nagisa fica com a frente do blazer aberta e Honoka deixa fechada.

O jeito de amarrar a fita deveria ser diferente nas duas, mas ficou igual. Mesmo assim a modelagem e a pintura são muito bem feitas.

A escultura do uniforme tem vários detalhes representando as dobras da roupa de forma verossímil. Os blazers têm os botões em pintura metálica e na Nagisa as casas são esculpidas no outro lado.


É só que não tem o emblema do Ginásio Verone no peito como no original.


No caso da Nagisa não ia ter como colocar.

A mão de Nagisa, com os dedos em "V". A escultura é muito boa, com as falanges no dorso da mão, os músculos na base do polegar e até as unhas.

Isso tudo também pode ser visto na mão de Honoka, fechada.


A outra mão da Nagisa tem algumas rebarbas e os dedos ficaram esmagados. A pintura das unhas não ficou muito precisa no meu exemplar.


Como elas foram alguns dos primeiros modelos da linha, existe o problema dos dedos muito curvados.

A saia tem uma modelagem quase insana, com as dobras e as pregas. A estampa em tartã é aplicada de forma perfeita. A saia de Nagisa tem um pouco mais de movimento.

Detalhes das pernas. Os joelhos são muito bem feitos, tanto na frente como atrás. Honoka tem as pernas mais fechadas.

Detalhes das meias. Têm direitinho o elástico apertando a coxa, mas deveria ter uma estampa do Ginásio Verone perto da boca, conforme os materiais de referência.

Mais uma vez, a escultura dos sapatos é magnífica, com textura que lembra couro. 

Em tempo, apesar das duas terem o mesmo uniforme, não é possível trocar a parte da cintura para baixo. Os conectores têm formatos diferentes de modo que um não encaixe no outro.

As bases são iguais aos de outros modelos da linha, com um relevo do globo terrestre e o logo do desenho.


3. Galeria






Algumas fotos. Cada figura é bem feita e fotogênica.







Mas é melhor com as duas juntas.


Honoka é um pouco mais alta que Nagisa. Isso é fiel aos conceitos.

Com isso completo a World Uniform Operation de Precure. A Yayoi é uma Figuarts Zero. Uma pena que não prosseguiram com as Smile nessa linha ou recomeçaram na outra.

As Cures de rosa em seus uniformes.

As do chamado "Time Azul". Honoka seria branca, mas foi colocada aqui devido ao seu papel.

O "Time Amarelo" não tem novidades.

Essas duas acabaram sobrando, pois não tem mais nenhuma com as cores delas (púrpura e vermelho).


"Nagisa ♡ Honoka Sempre juntas!"
Como naquelas máquinas de fazer adesivinhos com fotos, as Purikura (Abreviatura de "Printer Club", na pronúncia japonesa; um exemplo seriam as Neo Print que tinham aqui no Brasil).

E esta foi a apresentação das versões World Uniform Operation de Nagisa Misumi e Honoka Yukishiro, feitas pela Mega House. Elas são dos primeiros modelos da linha, que já mostrou qual sua maior premissa: a de colocar força na representação do uniforme e ela consegue fazer isso, ao menos em relação à modelagem. Mas a Mega House acabou não vendo detalhes como as estampas com os símbolos do Ginásio Verone no bolso e nas meias, que estavam presentes nas notas de produção do desenho feitas por Akira Inagami. Dá a impressão de que a equipe de modelagem não teve acesso a esse material. 

Mesmo assim, vendo o conjunto, o modelo é muito bom, sendo que a escultura do rosto não tem deformações devidas ao ângulo e a tampografia dos olhos é fiel às personagens originais. E existem pontos que aproximam o desenho da realidade. A escultura das pernas, em especial os joelhos, é outro ponto forte da linha, com um estudo de anatomia muito bem feito. As dobras e rugas das roupas são verossímeis, próximas de um uniforme real. Ou seja, uma boa transposição do desenho para o mundo tridimensional. No total recomendo para os fãs do desenho. E lamento que a linha tenha parado, pois faltava lançar a Hikari para completar o time. Também gostaria que tivesse continuado pelo menos até Smile!.

4 comentários:

  1. Show de review!

    Apoio totalmente dar espaço para a galera dos bastidores! Sem esse pessoal trabalhando duro na produção não teríamos essas obras que curtimos, e esse trabalho deles é bem difícil. No caso de desenhistas de séries animadas acho que uma das maiores dificuldades deve ser quando a série é adaptação de algum mangá, pois aí o desenhista precisa adaptar seu traço para corresponder às expectativas dos fãs e também do ilustrador do mangá, é bem complicado. O engraçado é quando os desenhistas das séries conseguem fazer algo melhor que a arte do mangá, como no caso de Shingeki no Kyojin hehehe.

    Linda dupla! Poses bem bacanas que se completam muito bem, a foto da Purikura é a prova disso. Os olhos chamam bastante atenção, bem vivos. Pena terem deixado os emblemas de fora, seria um detalhe a mais para admirar.

    Essa linha é tão bacana, acho uma pena terem parado com ela. Eu estava tão curioso para ver mais figuras de Nisekoi nessa linha. Garotas com uniformes têm aos montes, dava pra fazer uma linha bem longa. Será que essa linha não vendeu bem? Tá certo que a MH não é muito boa em manter longas coleções além de One Piece, mas ainda assim acho estranho.

    Ah, o sistema de hospedagem de imagens do Blogger realmente está bem útil e fácil de usar agora! Bem como você havia mencionado! O bom é que assim poupa o tempo de abrir outros sites de hospedagem, que são bem pesados e demoram pra carregar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Ronin!

      Achei que era preciso dar voz a quem cria também. Para mostrar que tudo é pensado e planejado, embora algumas vezes as circunstâncias não permitam que saia como era esperado. E aqui tem o exemplo de alguém que fazia adaptações, mas conseguiu criar algo com seu próprio estilo, que deu origem a uma franquia que já dura mais de dez anos.

      Infelizmente a linha não decolou. Dava para ver que a coisa não estava indo bem quando colocaram alguns modelos como venda exclusiva. Mas pelo menos fecharam algumas séries. E acho compreensível continuar com One Piece, já que se trata de uma série longeva e com fãs cativos. Vale a pena investir nela.

      O que gostei nessas figuras é que conseguiram captar o ar de estudantes comuns. Daquelas que a gente vê todo dia, que vai em lanchonetes e brincar com Purikura depois das aulas. Faltaram alguns detalhes, mas no total elas são muito boas e o melhor: o rosto é fiel ao original.

      Quando eu descobri esse sistema fiquei feliz e triste ao mesmo tempo. Feliz porque tive um problema há um tempo atrás com o site de hospedagem de imagens que usava. Ele saiu do ar por um bom tempo e quando voltou perdeu várias fotos. Colocando no próprio Blogger, fica lá mesmo e se sair do ar, sai tudo ao invés de parte. A tristeza é que passar as fotos das matérias mais antigas para cá vai ser dureza, pois já são quinhentas...

      Excluir
  2. Nobre Usys!

    Excelente matéria e muito bom mostrar o pessoal que está por trás das câmeras! Eu mesmo só vim saber recentemente que algumas animações que curti quando moleque eram da TOEI, como os Thundercats e por aqui descobri sobre os Muppet Babies!

    Como o Ronin falou, também temos o exemplo de Saint Seiya, onde o saudoso Shingo Araki nos deu uma versão bem melhorada de Seiya e os outros no anime. Essa de pegar o traço é bem complicado. Sou um eterno aprendiz nessa arte de desenhar e quando a gente se acostuma com um traço, fica difícil passar para outro ou até mesmo ter o próprio estilo (esse é a nossa marca).

    Sobre as figuras, duas lindas meninas muito bem esculpidas. Admiro bastante estatuetas, mas ainda fico só nesse quesito, mesmo. Confesso que falta só a grana pra cair dentro desse universo dos não-articulados! hehehehe!

    Até a próxima!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Adelmo!

      Ler essas entrevistas é sempre interessante porque a gente descobre as coisas mais inesperadas. Quem diria que um dos membros principais da equipe de animação (e depois um dos diretores) de Dragon Ball Z/GT começou fazendo Muppet Babies? E um dos diretores de animação de Sailor Moon começou em Transformers e em Jem & The Holograms. Ou seja, eles já nos encantavam desde essa época!

      Verdade. Shingo Araki deu uma aperfeiçoada substancial nos personagens de Saint Seiya. Mas é que ele tem um currículo inquestionavelmente bom, uma vez que ele já fez de tudo: heróis, meninas mágicas, robôs, detetive... E vendo bem, sempre dá para ver quando um personagem é desenhado por ele. Mais uma vez o estilo próprio.

      Essas estátuas são de tamanho modesto até, uns 1/10, e saem baratas no mercado de usados. Mas obviamente elas só servem para quem é fã mesmo. Tem algumas que são verdadeiras obras de arte e custam o mesmo tanto que uma... Dá para ver bem no De Carteira Vazia, do Ronin, que atualmente é preciso MUITA grana para ter essas estátuas. Vejo algumas lá que dá vontade de chorar porque não dá para comprar...

      Excluir